Cuidado com a poluição sonora no ambiente de trabalho

Cuidado com a poluição sonora no ambiente de trabalho

Alguns locais de trabalho, em maior ou menor grau, sofrem de poluição sonora. O barulho de maquinário ou até mesmo um ar condicionado desregulado podem afetar a saúde dos funcionários.


Segundo a Organização Mundial de Saúde, sons acima de 50 decibéis podem causar efeitos negativos. Para efeito de comparação:


- torneira gotejando (20 db)
- música baixa (40 db)
- conversa tranquila (40-50 db)
- restaurante com movimento (70 db)
- secador de cabelo (90 db)
- caminhão (100 db)
- britadeira (110 db)
- buzina de automóvel (110 db)
- turbina de avião (130 db)
- show musical, próximo as caixas de som (acima de 130 db)
- tiro de arma de fogo próximo (140 db)


Fique atento para as medidas de precaução (há inclusive um selo do Ibama para controle) e estude as melhores alternativas para combater essa poluição muitas vezes esquecida no dia a dia.


INFORMAÇÕES

Falando em precaução, algumas entidades vinculadas à sustentabilidade resolveram buscar público e disseminar informação onde o público está: nas redes sociais.


Com isso, temos alguns bons exemplos de páginas no Facebook, com atualizações constantes e, principalmente, conteúdo relevante.


WWF Brasil: além de informações sobre a entidade, a página também estimula manifestações online sobre meio ambiente.


Greenpeace Brasil: sempre atualizada com matérias e discussões de assuntos do momento relacionado à sustentabilidade.


Revista Sustentabilidade: de dicas de produtos a exemplos de grandes empresas, o conteúdo da página agrada vários tipos de público.